Turma da manhã

 CAmila de godoy

Pedagoga pela FEUSP, Mãe da Elena e do León.

          Me vejo como uma apreciadora de miudezas, de momentos, de começos e encantada pelas brincadeiras tradicionais, livres, pulsantes.

         Após anos em escolas formais, Em 2019 abri o Espaço Terracota, com aquela coragem que só as mães tem. Com o sonho de proporcionar uma infância livre, onde a criança é protagonista. Inclusive, adoro ouvir e estar com as crianças! Observar os caminhos, as curiosidades e facilitar esses movimentos tão encantadores.

Isabela Japyassu

         Comecei minha trajetória ao lado dos pequenos quando ainda cursava Artes Visuais, trabalhando como atelierista. Desde lá, meu encantamento pela infância foi só crescendo e não coube mais dentro das quatro paredes de um ateliê de artes. Aliás, não coube mais dentro de nenhum conjunto de paredes, descobri rapidinho que a infância combina mesmo é com espaço aberto, com natureza e com todas as possibilidades de descobertas que se espalham mundo afora. Mudei de curso e atualmente estou finalizando minha graduação em Pedagogia. E dessa caminhada toda carrego o amor pelos fazeres manuais, pelos grandes e (especialmente) pelos pequenos mistérios do mundo, e por todas as histórias que escuto, vivo, conto e reconto. E é um enorme prazer e uma grande honra poder fazer parte do comecinho de tantas histórias aqui no Terracota.

Cristina Cardoso

            Como educadora transitei por escolas formais e espaços não formais de educação, trabalhando com crianças de várias idades. Acredito que a educação é a ferramenta de transformação da sociedade, da cultura, do indivíduo, das relações, valorizando os processos e a construção de conhecimento que ocorrem na interligação entre os diversos sujeitos. A primeira infância é a faixa etária que faz meu coração vibrar e o meu corpo se torna pulsante. Volto a enxergar com olhos de criança e curiosidade de quem quer devorar o mundo. Afinal, são as crianças que nos ensinam as sutilezas e nuances de cada momento vivenciado. Pois já dizia Manoel de Barros: “Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós”. Assim sigo nesse enlevo, me transformando como educadora e me enriquecendo através das inúmeras trocas com as crianças.

Em Memória - Silvana Gomes

Mãe negra, nordestina, educadora da primeira infância, apaixonada pela natureza e pelo brincar. Minha jornada de trabalho ao longo desses 24  anos com os pequenos, tem sido um desafio e um prazer magnífico. O brincar se torna mais simples e mais profundo do que pode ser. Na educação formal foram muitas  experiências mas não me encontrei.  "A vocação pela profissão é quando ouço o chamado do coração" No Terracota sinto  minha essência e nas vivências me realizo.

Turma da Tarde

 Rauenna Lima

Sou formada em pedagogia pela USP e trabalho como educadora e aprendiz nesse quintal tão querido e especial que é o Terracota. Me criei nas águas do Rio Parnaíba e sou filha de terras maranhense, talvez seja por isso que tenho tanto apreço pela natureza, a cultura brasileira, as brincadeiras e a infância. A minha terra e o povo de lá, me ensinaram e me ensinam muito sobre os caminhos simples e felizes da vida. Aprendi nesse chão onde nasci a observar a vida acontecer com calma, a respeitar a natureza, a ouvir a sabedoria e ensinamentos dos mais velhos e a brincar em harmonia e liberdade com meus amigos. Por isso sempre falo desse lugar, pois a educadora e pessoa que sou hoje foi banhada de uma infância feliz e respeitosa, que foi cuidada por todo um povo, um povo maranhense, que cuida muito das suas crianças. Foi por me sentir cuidada e respeitada que sigo nessa caminhada desafiadora que é ser educadora

Ligia Rotter

Formada em pedagogia pela USP e cada dia mais encantada pela educação. As práticas artísticas e corporais são minhas grandes companheiras nessa trajetória. Gosto de brincar com a criatividade e movimentar o corpo. Comecei vivenciando a prática educativa dentro da escola e no caminho encontrei a educação não formal. Experimentando e descobrindo novas possibilidades, me aproximei da arte educação e também da perspectiva cultural da educação física. Estou sempre em movimento, envolvida em práticas circenses e corrida. Adoro o contato com a natureza, observar, sentir e aprender os detalhes do mundo. Atualmente sou educadora no Terracota, quintal muito especial que me permite (re)viver a infância.

Luís Henrique de Godoy

Nos caminhos do Teatro, encontrei a educação infantil e algo começou.
As Artes do corpo , graduação que fiz na PUC, deixaram em mim o desejo de ser testemunha dos caminhos que cada um trilha em seus processos. Onde, senão na criança, vemos isso pulsar com tanta singularidade?
Me fiz educador na pulsão das crianças, me formei no chão que elas pisam e nos caminhos que abriram e abrem para mim.
Depois da experiência que tive em escola, descobri no livre brincar o terreno mais fértil para a criança protagonizar seu próprio processo. Processo que é de cada corpo, que é de cada um. Hoje, como psicanalista em formação e educador no Terracota, tenho o privilégio de escutar, testemunhar e brincar com quem mais me ensinou e mais me ensina.
É um prazer estar aqui!

 

Nossos Contatos

Espaço Terracota 

Praça Rio dos Campos, 13

Paompéia SP 

(11) 95065.1094